IV SIMPÓSIO INTERNACIONAL EDITH STEIN

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

EXPOSIÇÃO SOBRE A ALMA FEMININA NA FILOSOFIA

No decorrer de sua investigação, Edith Stein identifica um emaranhado de diferenças a começar pela dimensão corpo e matéria. O presente trabalho realiza uma breve abordagem acerca da alma feminina segundo o pensamento de Edith Stein. Para tanto, procura-se esclarecer como a filosofia steiniana caracteriza a alma feminina. De acordo com Edith, todo ser humano necessita descobrir-se tal como é, e com isso ir em busca da sua própria plenificação. Deste modo, o valor característico da mulher procede de seu caráter constitutivo de seu ser feminino. A mulher é constituída de uma realidade humana própria, não apresenta apenas diferenças externas, biológicas, em relação ao homem; ela é detentora de um princípio inerente que a constitui como tal, um modo interior que compreende seu ser permanente. Configura-se assim a mulher pelo propósito de sua alma, pois, a composição da alma da mulher difere da alma do homem.A partir disto, este estudo se detém a analisar como a filosofia de Edith identifica a alma feminina.
 
 
Aparecida do Nascimento Frazão

Aluna de graduação do curso de Filosofia da Universidade Federal do Ceará no Cariri. E-mail:






Maria Celia dos Santos

Professora do curso de Filosofia da Universidade Federal do Ceará no Cariri.

E-mail: mariacelia@cariri.ufc.br




Nenhum comentário: