IV SIMPÓSIO INTERNACIONAL EDITH STEIN

sexta-feira, 28 de maio de 2010

O ENFOQUE FENOMENOLÓGICO NA ÉTICA DE MAX SCHELER


    RESUMO


    Autora: Kátia Gardênia da Silva Coelho - Mestranda em filosofia UECE

    Orientadora: Professora Dra Maria Celeste de Sousa - FCF

    Este trabalho visa abordar uma leitura do uso da fenomenologia na ética de Max Scheler. O filósofo procurou investigar no método da fenomenologia de Edmund Husserl, a questão do saber como uma postura desinteressada e direta para captamos a essência dos fenômenos que se apresentam a nós. Entretanto, a ética de Scheler se utiliza da fenomenologia com a pretensão de analisar a experiência emotiva tendo como objetivo captar os objetos destas experiências que são os valores, visto que, os valores são fenômenos pelos os quais podemos ter uma intuição. Portanto, salientamos que o enfoque fenomenológico da experiência emotiva, faz vir à tona o mundo dos valores admitindo assim, uma clara distinção entre conhecimento e conduta moral. Desta forma, podemos reconhecer algo inovador no enfoque fenomenológico de Scheler em relação a Husserl ao voltar-se para uma orientação realista à fenomenologia, em oposição ao idealismo husserliano, afirmando que as essências são percebidas intuitivamente e não produzidas pelo sujeito.

Palavras – chaves: Fenomenologia, Ética, Valores.


    www.uece.br/sempesq-cmaf



Nenhum comentário: