IV SIMPÓSIO INTERNACIONAL EDITH STEIN

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

A contribuição da fenomenologia de Edith Stein para a compreensão de um projeto educativo que articula escola e bairro









                                                                                                      Heloisa Szymanski  
Suzana Filizola Brasiliense Carneiro                                                                                      


Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Brasil


A contribuição da fenomenologia de Edith Stein para a compreensão 
de um projeto educativo que articula escola e bairro.


Resumo
A pesquisa relatada teve por objetivo compreender a articulação entre uma escola municipal de ensino fundamental situada na periferia de São Paulo e grupos de jovens que desenvolvem um trabalho de divulgação da cultura local por meio de oficinas de literatura marginal. Foram feitas observações participantes; encontros com gestores, educadores e com o responsável pelas oficinas; e uma entrevista reflexiva com os alunos. O fenômeno da articulação mostrou-se como importante ação educativa à medida que aproximou os alunos da literatura, ajudou-os a tomarem consciência de sua participação na sociedade e a perceberem o conhecimento como ferramenta para transformação social. O jovem responsável pelas oficinas também se transformou ao descobrir-se educador. As mudanças ocorridas no nível individual repercutiram positivamente nas duas comunidades envolvidas no projeto: escola e bairro (coletivos).

Palavras-chave: fenomenologia e educação; Edith Stein; relação escola-comunidade; literatura marginal



http://www.fafich.ufmg.br/memorandum/revista/wp-content/uploads/2012/11/carneiroszymanski01.pdf

Nenhum comentário: